Abaixo, algumas informações úteis sobre a Tricomoníase:

Causador: Trichomonas vaginalis (veja fotos na seção no final da página)
Hospedeiro intermediário: não há
Hospedeiro definitivo: homem
Local do parasitismo: órgãos genitais externos.

Atualmente é considerado doença sexualmente transmitida (DST), mas também pode ser transmitido (raramente) por vias não-sexuais como toalhas, vasos sanitários de locais públicos, etc.

A tricomoníase se manifesta por febre, prurido intenso na genitália externa, leucorréia fétida de consistência cremosa e espumosa, escoriações e dispareunia. Podem ocorrer balanite, vulvovaginite, uretrite, cistite, prostatite, cervicite, doença inflamatória pélvica e infertilidade. O diagnóstico é feito pelas características clínicas, visualização direta de trofozoitos, cultura e imunodiagnóstico.


(trofozoítos do Trichomonas vaginalis)

Prevenção

- Higiene.
- Prevenção adequada no ato sexual.

O Corpo Humano .com.br - Manuel S. - Melhor visualizado em resolução 800x600