Para começar, imagine uma cidade formada por inúmeras casas... Cada casa tem suas necessidades: água potável, luz, sistema de esgoto, serviço dos lixeiros, etc. Todos esses serviços chegam às casas através de canos, fios ou ruas. Sem esses meios, não seria possível que a água ou a eletricidade chegassem nas casas e que o esgoto e o lixo saíssem delas.

No nosso corpo existem estruturas parecidas com as casas da cidade citada acima: nossas células. As células também tem suas necessidades e seus dejetos (lixos). Para "alimentar" as células e levar seus dejetos, existe o sistema circulatório.

As "sanguevias"

O sistema circulatório é composto por "canos" chamados de vasos sanguíneos. Esses vasos podem ter diversos tamanhos, variando da espessura de seu dedo até uma espessura menor que a de um fio de cabelo.

Os vasos se dividem básicamente em veias e artérias. As veias vão levar sangue do corpo em direção ao coração e as artérias vão levar sangue do coração em direção ao corpo.


As artérias são mais grossas que as veias porque elas devem suportar a pressão do coração bombeando o sangue para o corpo (pressão sistólica), por outro lado, as veias possuem válvulas especiais que impedem que o sangue flua na direção errada (refluxo). Essas válvulas estão principalmente presentes nas veias dos membros, ou seja, pernas e braços.

Na figura ao lado você pode ver que a veia da esquerda está com a válvula aberta, e o sangue flui livremente. Já na veia da direita, as válvulas fecham com a própria pressão do sangue. Isso ajuda o nosso coração a bombear sangue contra a lei da gravidade.

Além das veias e artérias, nós temos vasos menores, chamados de vênulas e arteríolas, e os bem pequenininhos, os capilares. Os capilares são tão pequenos que as hemácias precisam fazer fila indiana para passar por eles!


Os "sanguemóveis", a grande e a pequena circulação

Bem, já conhecemos as vias que o sangue vai percorrer, então vamos falar um pouco mais sobre o sangue. O sangue se divide em sangue limpo e sangue sujo. O sangue limpo é rico em oxigênio e pobre em gás carbônico enquanto o sangue sujo é rico em gás carbônico e pobre em oxigênio.

Já deu pra perceber oquê torna o sangue limpo ou sujo? Isso! O oxigênio torna o sangue limpo, porque ele é importante para as células funcionarem, enquanto o gás carbônico torna o sangue sujo porque faz parte do "lixo" liberado pelas células.

Mas como o sangue é limpado? A "limpeza" do sangue, no que se refere a oxigenação e a retirada de gás carbônico, é feita no pulmão. Isso nos leva à grande e a pequena circulação.

A grande circulação ocorre quando os sangue é bombeado do ventrículo esquerdo do coração para o corpo pela artéria aorta e volta ao coração pelo átrio direito. Mas peraí, não tô entendendo nada, que que é esse negócio de ventrí...sei lá o quê e átrio? Esses nomes são dados às câmaras do nosso coração: nós temos dois átrios (esquerdo e direito) e dois ventrículos (esquerdo e direito). Vamos aprender mais sobre o coração na próxima seção.

A pequena circulação ocorre quando o sangue é bombeado do ventrículo direito para o pulmão pela artéria pulmonar e volta ao coração chegando no átrio esquerdo. Não entendeu nada né? Tudo bem, vamos aprender um pouco mais sobre o coração então!

El corazón!

Como já disse, o coração é dividido em quatro câmaras. Dessas câmaras saem artérias e entram veias.

Os vasos azuis representam vasos que conduzem sangue sujo. Esse sangue sujo vai fluir apenas na parte direita do coração.

Os vasos vermelhos representam vasos que conduzem sangue limpo. Esse sangue limpo vai fluir apenas na parte esquerda do coração.

Nota: Na verdade todos os vasos são vermelhos, o azul é apenas para ilustrar. (Eu sei que isso é um tanto quanto óbvio, mas por via das dúvidas...)

Agora vamos aos nomes. Calma, você consegue! Vamos acompanhar a jornada de uma hemácia chamada Hemárcia (criativo, não?) pela grande e pequena circulação. Confira os nomes dos vasos e das câmaras na figura ao lado e a baixo, para saber do que estou falando.

Hemárcia começa seu passeio no ventrículo direito. Com uma forte contração o coração bombeia nossa amiga para a artéria pulmonar, em direção ao pulmão.

Mais algumas batidas do coração e Hemárcia vai entrando em vasos cada vez menores, primeiro as arteríolas e depois os minúsculos capilares. Esses vasos vão envolver os alvéolos e ao passar lá, Hemárcia vai liberar seu gás carbônico e absorver oxigênio. Na medida que ela vai seguindo adiante, os vasos vão engrossando, e os capilares vão se tornando vênulas, que vão se juntando e formam a veia pulmonar que vai direto ao coração.

Cheia de oxigênio, nossa amiga está pronta para ser bombeada para o corpo. Mas antes, voltando ao coração a veia pulmonar leva Hemárcia ao átrio esquerdo, que ao se contrair bombeia nossa amiga para o ventrículo esquerdo. Entre essas duas câmaras existe uma válvula, a chamada válvula mitral (porque possui duas "portas" que se fecham).

Esse percurso (ventrículo direito > pulmão > átrio esquerdo) é a chamada pequena circulação da qual eu falei antes.


Interior do ventrículo


Voltando à nossa hemácia, ela agora está no ventrículo esquerdo e pronto pra ser bombeada para o corpo. É quando o
coração faz a maior força e bombeia todo o sangue para a artéria aorta, e para o sangue não voltar pro ventrículo, existe outra válvula, a válvula aórtica. O sangue ricamente oxigenado segue adiante, ou em direção à parte inferior do corpo, ou em direção à cabeça, pela artéria carótida.

Após passar pelos capilares do dedão do pé e liberar suas preciosas moléculas de oxigênio e absorver o gás carbônico, Hemárcia volta para o coração. Sua veia vai ficando cada vez mais grossa até se tornar a veia cava inferior (já que ela está vindo da parte de baixo do coração).

A veia cava inferior leva nossa hemácia direto para o átrio direito, onde ela encontra com hemácias vindas da veia cava superior, que chega da cabeça e desemboca no átrio direito também. Logo que Hemárcia chega no átrio, ela já é bombeada pro ventrículo direito, passando pela válvula tricúspide.

Voltando ao ventrículo direito começa outra jornada para nossa amiga. Boa viagem Hemárcia! E já que a gente tá conversando sobre o coração, aí vão algumas informações importantes:

Os ventrículos (direito e esquerdo), se contraem ao mesmo tempo, bombeando o sangue para o pulmão e para o corpo. Essa contração gera uma maior pressão nos vasos, chamada de pressão sistólica (sístole representa a fase onde os ventrículos estão contraídos). Durante a sístole, as válvulas mitral e tricúspide estão fechadas, para que o sangue possa ir em apenas uma direção: o pulmão ou o corpo. Durante essa contração dos ventrículos, os átrios estão relaxados, e se enchem de sangue. Agora é a vez deles: enquando os ventrículos relaxam (diástole), as válvulas mitral e tricúspide abrem e as válvulas da artéria aorta e da artéria pulmonar fecham, assim, com a contração dos átrios, o sangue entra nos ventrículos.

Durante a sístole, a pressão gerada se chama pressão máxima, e geralmente é de 120 mmHg. Durante a diástole, a pressão de chama mínima e geralmente é de 80 mmHg.

               

Agora as válvulas mitral e tricúspide fecham novamente e as válvulas das artérias pulmonar e aorta se abrem, os ventrículos se contraem e bombeiam o sangue.

O barulho que a gente ouve do coração (tum-tum) são as válvulas mitral e tricúspide fechando e abrindo.

Os dois ventrículos são divididos por uma parede chamada de septo. O septo impede que o sangue lipo e o sangue sujo de misturem. Em alguns casos pode acontecer do septo ter um furo, se for asism, a pessoa precisa de uma cirurgia.


Abaixo, você pode ver três imagens mostrando a válvula tricúspide em diversas posições:


Válvula ticúspide em processo de fechamento

O músculo principal que envolve os ventrículos (e que é maior no ventrículo esquerdo, para bombear o sangue pro corpo) se chama miocárdio.

O coração é envolvido por artérias coronárias, que vão fornecer oxigênio para ele. No caso da pessoa ter um alto nível de colesterol no sangue, essa substância vai se grudar nas paredes dos vasos e prejudicar o fornecimento de sangue e oxigênio. Com o coração recebendo pouco oxigênio, ele não vai poder mais trabalhar e a pessoa vai ter uma parada cardíaca.

Esse negócio de colesterol é muito sério. O melhor à fazer é comer alimentos saudáveis, como frutas e verduras, e evitar coisas gordurentas, como frituras por exemplo. Eu sei que essa alimentação não é do paladar de muita gente, mas é para um bem maior: sua saúde.

Os batimentos cardíacos são controlados por células altamente diferenciadas que são capazes de gerar impulsos elétricos que fazem as fibras cardíacas se contrair.

O sistema linfático

Já que estamos falando sobre o sistema circulatório, vasos, etc, eu vou falar um pouco sobre o sistema linfático também.

Linfático vem de linfa, que é um líquido que banha as células.

O sistema linfático então coleta e retorna a linfa recolhida nos tecidos ao sangue. Além disso, ele defende o organismo contra microrganismos invasores (a linfa está cheia de glóbulos brancos, agentes do nosso sistema imunológico) e absorve lipídios ao passar pelo duodeno (parte do intestino delgado).

Os vasos linfáticos, chamados de capilares linfáticos, por serem muito finos, podem passar por linfonodos ou nódulos linfáticos (é a mesma coisa), que estão cheios de linfócitos (células de defesa do corpo).

Os linfonodos vão ser então um filtro para a linfa que passa por eles e vão ser um importante local de amadurecimento dos linfócitos.

Ao se juntar, os capilares linfáticos desembocam no ducto toráxico, que desemboca na veia subclávica, que se dirige ao coração.

Uma infecção viral ou bacteriana pode provocar aumento de volume dos nódulos linfáticos, pois os linfócitos do linfonodos começam a se multiplicar rapidamente. Essa são as conhecídas ínguas.

Os linfonodos são inúmeros no pescoço, nas axilas, na região inguinal, no tórax e no abdômen. As amígdalas, por exemplo, são massas de tecido linfático e a amigdalite é o crescimento das amígdalas devido a uma grande quantidade de bactérias ou vírus presentes no nosso corpo.

Bem pessoal, é isso. Espero que tenham aprendido tudo!

O Corpo Humano .com.br - Manuel S. - Melhor visualizado em resolução 800x600