O sistema nervoso e o hormonal

O sistema nervoso e o hormonal são responsáveis por comandar o corpo. De modo geral podemos dizer que o sistema nervoso está ligado a situções que exigem mais rapidez e um estímulo pequeno, como fazer a perna andar ou o diafragma do pulmão se contrair e relaxar. Já o sistema hormonal, possui uma eficiência menor quanto à velocidade, mas compensa isso pelo seu tempo de ação. Hormônios podem ser secretados no sangue e permanecer um bom tempo agindo e realizando sua função, como por exemplo falar pros rins não liberarem tanta água na urina, porque o corpo está com falta de água.


 

O neurônio

O neurônio é formado basicamente por três partes, os dendritos, o corpo celular e o axônio (ou fibra nervosa). As mensagens geradas pelo núcleo e outras partes contidas no corpo celular são conduzidas pelo axônio.

Os axônios costumam apresentar um revestimento externo lipídico, na forma de uma bainha de mielina. Esta bainha funciona como uma capa isolante (como num fio elétrico) que separa, ou isola,  certas células especiais ao longo do axônio.

Entre as bainhas podemos encontrar os nódulos de Ranvier. Devido à esses enpaços entre as bainhas, o impulso nervoso, em vez de percorrer todo o axônio, vai "pular" de nódulo em nódulo, o que acelera a transmissão do impulso, chegando a velocidade muito altas.

Eu já citei esta informação na grande imagem acima, mas vou repetir: O axônio é a parte do neurônio por onde vai, própriamente dito, correr o impulso. Ao chegar nas pontas no axônio, esse impulso vai causar a liberação de neurotransmissores (pequenas substâncias que "pulam" de um neurônio para outro), em uma minúscula fenda de mais ou menos 20 nanômetros. Esses neurotransmissores vão entrar em contato com os dendritos ou o próprio corpo celular de outro neurônio que vai receber a "mensagem" e tomar uma decisão.

Antes de continuar falando sobre os neurotransmissores, vamos ao impulso em si. O que é o impulso nervoso? Como ele se movimenta? Vamos ver...

O impulso nervoso

Em seu estado "normal" o neurônio se encontra polarizado, ou seja, existe a presença de cargas ou polos no neurônio. Do lado de fora ele se encontra carregado positivamente e do lado de dentro negativamente.

Essa cargas são mantidas às custas do transporte ativo, que consome a ATP para forçar os íons sódio (Na) pra fora e o potássio (K) pra dentro.

Quando, por algum motivo, se estimula o neurônio, esse potencial muda e ocorre o que chamamos de despolarização ( a ).

Nesse fenômeno o sódio (Na), qua antes estava do lado de fora da célula, entra, e o potássio (K), que estava do lado de dentro sai.

Isso ocorre aos poucos e em pequenas regiões, que vão avançando pelo axõnio. A essa região despolarizada damos o nome de potencial de ação.

Na medida que o potencial de ação avança pelo axônio, as partes percorridas vão voltando ao normal ( b ).

E para que ocorra a volta ao normal, entra o transporte ativo e o ATP. Isso nos leva a óbvia conclusão que pensar gasta energia, e é por isso que nosso cérebro gasta tanto oxigênio, porque para produzir o ATP, as mitocôndrias precisam receber oxigênio.

Lembre que no caso de haver bainhas de mielina, o potencial pula de um nódulo de Ranvier para o outro. Isso aceleca a velocidade de tranmissão do impulso (pode chegar a 120m/s = 432km/h)>.

Também lembre que o impulso sempre vai correr em uma direção, do corpo celular do neurônio às pontas do axônio.

Sinapse: comunicação interneurônio

Os neurônios não se tocam. Não??? Não, eles estão separados por uma distância muitíssississimo pequena (aprox. 20na), mas não se tocam. Mas como então são transferidos os impulsos? Como eu já disse antes, há uma troca de neurotransmissores (também chamados de neurormônios), ou melhor, os neurotransmissores saem do axônio e entram em locais apropriados no corpo celular ou dendritos de outro neurônio ou célula (músculo por exemplo). Essa passagem se chama de sinapse. O local do axônio de onde os neurotransmissores saem é chamado de membrana pré-sináptica e o local onde eles chegam é chamado de membrana pós-sináptica.


As bolinhas pretas são os neurotransmissores. Apesar de todos serem iguais, não pense que só há um tipo, porque são vários! Como exemplo podemos citar os mais comuns, como a acetilcolina e noradrenalina, ou outros como as dopaminas (um excesso está relacionado a esquizofrenia e uma falata está ligado ao mal de Parkinson) e as endorfinas (ligadas à memória e ao aprendizado - são secretada também na relização de exercícios físicos - também se relacionam com a supressão da dor).

Outra coisa importante pra você saber é a lei do tudo ou nada. É o seguinte: nem todo estímulo inicia um impulso nervoso. Para criar esse impulso, precisa ser atingido o chamado limiar. Uma vez que o estímulo seja maior ou igual ao limiar a resposta vai ser sempre a mesma, ou seja, um estímulo mais forte que o limiar não vai causar um impulso mais forte ou mais rápido.

Arco Reflexo

Isso tem um pouco haver com a 3ª lei de Newton: a lei da ação e reação. O que acontece é que um certo tipo de neurônio, o receptor de dor, vai receber um estímulo e mandar uma mensagem pro neurônio sensorial (ou sensitivo), este, vai encaminhar a mensagem para um interneurônio (ou neurônio de associação) que está localizado no interior da medula espinhal. Ele vai receber a mensagem do neurônio sensorial, "entender" ela e encaminhar um resposta para o neurônio motor, que vai estar conectado a um músculo por exemplo. O músculo recebe a mensagem e imediatamente se contrai, mexendo a perna, por exemplo:

Essa ação de mover a perna envolveu então três neurônios: o sensorial, o interneuônio e o motor. Eles compõem o arco reflexo. Com relação à dor, existem outros neurônios que vão encaminhar uma mensagem para o centro de dor do nosso cérebro.

Vamos ao sistema nervoso...

O sistema nervoso é formado por vários componentes e nervos sendo que o principal componente é o encéfalo de onde parte a medula espinhal. O encéfalo e medula espinhal se relacionam com os órgãos e células como os músculos enviando comandos a eles em forma de impulsos nervosos que são transmitidos por nervos e tem a participação de neurônios. Os nervos que partem do encéfalo são chamados de nervos cranianos e os que partem da medula espinhal são chamados de nervos raquidianos ou nervos espinhais.

O sist. nervoso se divide em dois grupos: o SNC (sist. nervoso central) e o SNP (sist. nervoso periférico. O SNC é formado pelo encéfalo e pela medula, enquanto o SNP é formado por receptores, nervos e gânglios.

A medula espinhal é um local de "ajuntamento" de nervos, um nervo da ponta do pé se liga ao cérebro pela medula espinhal. Mas a própria medula possui neurônios que vão ser importantes em caso da necessidade de uma reação rápida, como é o caso do arco reflexo: se você pisar nas brasas de uma fogueira você vai parar pra pensar "Nossa, meu pé está queimando... acho que vou tirar ele da fogueira... é eu vou sim...". Não! Existem os neurônios da medula que vão receber a informação de que seu pé está queimando e vão fazer os músculos de mexerem para tirar a perna das brasas o mais rápido possível. Ainda bem né? Se não, coitado das pessoas que pensam devagar... iam acabar perdendo o pé!

Tá ok, eu queria falar agora sobre a anatomia da medula, mas a imagem não ia caber aqui, então vou falar sobre ela mais pra baixo.

Vamos ao encéfalo. O encéfalo é formado por vários órgãos, dentre ele o cérebro, o diencéfalo, o bulbo e o cerebelo.


O cérebro, própriamente dito, é o centro do interlecto, da memória, do pensamento, da linguagem e das emoções. Contendo cerca de 12 milhões de células nervosas (70% do total do encéfalo) e pesando 1,4kg ele consome 25% do oxigênio que respiramos.

O cérebro está dividido em duas partes, chamadas de hemisférios. Nós temos o hemisfério direito e esquerdo.


Os dois hemisférios se ligam por uma região conhecida como corpo caloso. Essa região é cheia de axônios que vão de um hemisfério ao outro.

Os corpos celulares do neurônios então presentes na superfície do cérebro. Essa camada de 2 a 4mm é chamada de córtex cerebral. Como são milhões de neurônios, o cortex é todo "enrrugado" possuindo vários sulcos. Isso eumenta a área. É como um pano: esticado e liso ele ocupa uma área maior que quando cheio de sobras, meio que amassado.

Esse córtex é a massa cinzenta do cérebro enquando os axônios e dentritos, localizados mais internamente formam a massa branca (é branca por causa da mielina que envolve os axônios).

Além de hemisférios, o cérebro também é dividido em áreas, depensendo da função de cada uma. Chamados essas áreas de lobos.

Cada lobo possui uma função principal. O frontal controla a atividade muscular de diversas partes do nosso corpo além das emoções e da agressividade. O pariental controla informações sensoriais, relacionadas ao calor, frio, pressão e toque. O lobo occipital controla a visão e o temporal a audição. Ainda existem vários lobos que controlam memória, fala, aprendizagem, linguagem, comportamento e personalidade.

O diencéfalo é composto basicamente pelo tálamo e hipotálamo. O hipotálamo é responsável por controlar a temperatura corporal, o apetite, a sede, o sono e outras coisas como certas emoções. Ele age como principal intermediário entre o sistema nervoso e hormonal, o hipotálamo está ligado à hipófise, que é a principal glândula endócrina (produtora de hormônios). Essa libera ou pára de liberar seus hormônios dependendo do que o hipotálamo "mandar".

O bulbo é um órgão que está ligado diretamente na medula espinhal. Ele é local de pasagem de nervos que vão aos órgãos localizados mais acima. Além disso ele também possui corpos celulares de neurônios que vão controlar funções vitais, como respiração, batimentos cardíacos, pressão sanguínea, etc, além de conter outros neurônios que vão participar do controle da tosse, do vômito, da deglutição, etc.

Por último, mas não menos importante temos o cerebelo. Esse órgão está relacionado ao equilíbrio e a postura. Nosso caminhar, correr ou pular depende do cerebelo para funcionar. O cerebelo sabe da "posição" do corpo através de um órgão localizado no ouvido (chamado de labirinto). Um equilibrista precisa desenvolver bem o cerebelo.

E já que estamos falando do encéfalo, vamos falar da proteção dele.

O encéfalo é envolvido por uma "caixa de ossos" chamada crânio. O crânio não é formado por um osso só, e sim por vários ossos menores que se ligam.

Abaixo do crânio (internamente) temos as meninges. Sâo três: mais externamente a dura-máter e mais internamente a pia-máter. No meio temos a aracnóide, que é cheia de "buracos", de modo que um líquido chamado de líquior possa fluir entre ela e a pia-máter.

As meninges também podem ser encontradas envolvendo a medula espinhal..

A medula espinhal

Falando em medula, eu escrevi anteriormente que ia falar mais sobre ela, então vamos lá. A medula espinhal é composta por axônios vindos de células do encéfalo e de próprios corpos celulares (como você viu na seção sobre o arco-reflexo). Por causa disso, a medula também apresenta uma massa cinzenta (em forma de "H"), que corresponde aos corpos celulares e uma massa branca, por causa da mielina dos axônios.


Envolvendo e protegendo a medula espinhal temos as vértebras, que juntas compoem a coluna vertebral. Da medula saem vários nervos e entram outros. Esses nervos formam o sistema nervoso periférico.

Esse s. n. periférico que se divide em sistema nervoso somático e autônomo. O somático está ligado às ações voluntárias e o autônomo, como o nome diz, estaá ligado as funções básicas, como controle da respiração, batimentos cardíacos, contração das artérias, inestino, secreção de glândulas, etc.

O sistema nervoso autônomo se subdivide em simpático e parassimpático. Não, não significa que um é legal e o outro não, significa que um vai ter uma função oposta do outro. Por exemplo, o sistema parassimpático contrai a bexiga, enquanto o sistema simpático relaxa. O sistema parassimpático desacelera os batimentos, enquanto o simpático acelera. Entendeu?

 

- Seção Perguntas sobre o nosso funcionamento no Fórum: http://forum.ocorpohumano.com.br
- Link relacionado: http://www.neurologiaonline.com.br
- Ossos e músculos: http://www.ocorpohumano.com.br/s_ossos_musculos.htm
- A Célula: http://www.ocorpohumano.com.br/celula.htm

O Corpo Humano .com.br - Manuel S. - Melhor visualizado em resolução 800x600
Caso não consiga ler, clique para ver em tamanho maior.