Imagine que você está num barco cheio de rachaduras por quais está entrando água. Como você não quer que a água entre no barco, você pega um balde e começa a jogar a água pra fora. É mais ou menos isso que é o Transporte Ativo, a célula elimina algumas substâncias que naturalmente (através da difusão) entram na célula. Como ela faz isso contra o sentido natural das substâncias, ela gasta energia.

Um bom exemplo do Transporte Ativo é a "Bomba de Sódio e Potássio". Como o nome já diz, esta "bomba" tem a finalidade de bombear o Sódio (Na+) para fora da célula e o Potássio (K+) para dentro da célula, sendo que naturalmente, o Sódio quer entrar na célula e o Potássio sair.

Para entender melhor este processo, veja a animação abaixo:

Como você pode ver na animação, para que a bomba funcione, ela precisa de energia. Ela obtêm essa energia quando consome o ATP, ou melhor, quando o ATP (adenosina trifosfato), se transforma em ADP (adenosina difosfato) e P (radical de fósforo inorgânico livre).

A coisa toda funciona da seguinte maneira:

O ATP, que é produzido nas mitocôndrias, é formado por um conjunto de adenina mais ribose chamado de adenosina unido a três radicais de fosfato (por isso o nome adenosina trifosfato). As ligações que mantêm o segundo e o terceiro fosfato presos ao ATP são altamente energéticas, ou seja, quando o terceiro fosfato se solta do ATP, é liberado energia (cerca de 7kcal/mol), assim, o ATP (adenosina + 3 fosfatos) se transforma em ADP (adenosina +2 fosfatos) e um fosfato livre (P), liberando a energia que ligava este fosfato livre ao ATP, entendeu?

A energia liberada é usada pela "bomba" para bombear o sódio para fora da célula e o potássio para dentro (é de se supor que a célula precise mais do potássio e menos do sódio, né?).

Para entender porque a célula gasta energia, você deve saber mais sobre a difusão, para isso visite a página sobre a difusão.

O Corpo Humano .com.br - Manuel S. - Melhor visualizado em resolução 800x600